sábado, 23 de março de 2019

Antonina do Norte: Trabalhadores vão as ruas em protesto pela a não aprovação da Reforma da Previdência


O Sindicato Servidores Municipais de Antonina do Norte, Saboeiro, Aiuaba e Arneiroz, realizou ato público contra a reforma da Previdên
cia



                 Foi realizado ontem em Antonina do Norte, dia 22 de março sexta-feira, ato público contra a proposta de reforma da Previdência. A manifestação fez parte do Dia Nacional de Luta em Defesa da Previdência. Convocado pela Central Única dos Trabalhadores (CUT) e outras centrais sindicais. É o primeiro ato unificado depois que o presidente Jair Bolsonaro (PSL) encaminhou ao Congresso Nacional o projeto que altera o sistema previdenciário e as regras de aposentadoria que traz enormes prejuízos para a classe trabalhadora. A manifestação teve início às 9h e em seguida os manifestantes percorrerão várias ruas da cidade de Antonina do Norte.

             O presidente do Sindicato dos Servidores Municipais de Antonina do Norte, Saboeiro, Aiuaba e Arneiroz/CE (SINTSEPANSA), professor/sindicalista ILTEMAR MARTINS disse que os trabalhadores serão brutalmente penalizado com a Reforma da Previdência. A proposta do governo agride também direitos sociais e previdenciários garantidos pela Constituição Federal como o auxílio-doença. E ainda propõe a redução do valor dos benefícios de viúvas e órfãos, que acumulam benefícios e do Benefício de Prestação Continuada (BPC) pago aos idosos e pessoas com deficiência que vivem em situação de extrema pobreza de um salário mínimo (R$ 998,00) para apenas R$ 400,00 ”, afirma o presidente do sindicato ILTEMAR MARTINS.


       De Acordo com o Presidente do Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Aiuaba - Jailsom Feitosa,o movimento encabeçado pelo SINTSEPANSA juntamente com outras entidades faz parte da Agenda Nacional de Lutas contra a Nova Proposta de Reforma da Previdência do Governo Bolsonaro, a qual é ainda mais absurda, imoral e cruel que aquela apresentada por Michel Temer (Na verdade, faltam adjetivos para caracterizar a tentativa de tamanha aberração e violação dos direitos sociais, sobretudo, da população mais pobre desta nação).


       Organizados em fileiras, portando faixas e proferindo palavras de ordem, os manifestantes, trabalhadores dos Setores Público e Privado, do Campo e da Sede e a População em Geral, ocuparam as ruas de Antonina do Norte com o intuito de demonstrar indignação e insatisfação perante a Reforma da Previdência que, ao contrário do que dizem as propagandas do Governo, não acaba com privilégios, mas promove um verdadeiro massacre da classe trabalhadora brasileira, penalizando ainda mais as mulheres.

         Durante o percurso evidenciou-se que a Previdência não é deficitária e que a sociedade civil organizada não irá calar diante de tamanha atrocidade, afirmando que em tempos de retrocessos históricos a rua será o palco de lutas em prol da manutenção e/ou não retirada de direitos historicamente garantidos. O Movimento em Defesa dos Direitos Previdenciários realizado no município de Antonina do Norte, demonstra, sobretudo, que nos direitos do povo e dos trabalhadores organizados não se deve mexer.


            Na Ocasião estiveram presentes, os Movimentos Sociais, Forças Vivas da Paróquia de Santo Antônio, As Associações, MST, Sindicatos dos Trabalhadores Rurais e Sindicato dos Servidores Municipais dos municípios Antonina do Norte, Saboeiro, Aiuaba e Arneiroz.



































Confira !!!!!!!!!



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado por interagir com o nosso Blog !