sexta-feira, 12 de julho de 2013

Docentes de todo o país integram paralisação geral desta quinta (11)

Atendendo ao chamado do ANDES-SN, várias seções sindicais já se somam às atividades marcadas esta quinta-feira (11) nas suas cidades e estados, agregando reivindicações específicas dos docentes às bandeiras unificadas da classe trabalhadora que compõem a pauta geral do Dia Nacional de Lutas com Greves e Mobilizações, com o tema “Pelas liberdades democráticas e pelos direitos dos trabalhadores.

Em todo o Brasil, este dia 11 de julho será marcado por greves, mobilizações e outras atividades reivindicatórias, em virtude do Dia de Lutas organizado pelas oito centrais sindicais brasileiras (CSP-Conlutas, CUT, UGT, Força Sindical, CGTB, CTB, CSB e NCST), com a participação do MST, Dieese, Fórum das Entidades Nacionais dos Servidores Públicos Federais (SPF) e outros setores articulados no âmbito do Espaço de Unidade de Ação.

“O dia 11 de julho vai ter como marco central fortalecer a luta dos trabalhadores, para daí definirmos novas práticas e novas ações”, ressalta Marinalva Oliveira, presidente do ANDES-SN, completando que, neste dia, a palavra de ordem será “Nenhum direito a menos para os trabalhadores”.

Confira abaixo mais algumas seções sindicais já informaram ao Sindicato Nacional a adesão à paralisação e realização de atividades locais:

Sergipe:
Professores da UFS deliberaram por paralisar as atividades docentes na UFS no dia 11 de julho, em apoio à greve geral convocada pelas centrais sindicais brasileiras. Na última semana, uma série de atividades foi realizada em preparação para o dia 11, como o ato Acorda Aracaju na terça (2) e o debate sobre os Protestos Populares no Brasil Atual, na quarta (3), no auditório da Adufs-SE, com a presença das centrais sindicais e movimentos estudantil e da juventude: CUT, CSP-Conlutas, Levante Popular da Juventude, Movimento Não Pago e UJC.

Brasília: Docentes da UnB também decidiram paralisar suas atividades nesta quinta-feira e participar de ato público em conjunto com outras entidades do Distrito Federal. A concentração dos professores da UnB será na Praça Chico Mendes, às 14h, de onde seguirão para a Esplanada dos Ministérios, para se unir às demais categorias. A concentração do ato unificado está marcada para às 15h, em frente ao Museu da República. De lá, os manifestantes seguirão rumo ao Congresso Nacional. O Fórum Nacional das Entidades dos Servidores Públicos Federais, do qual o ANDES-SN participa, deve realizar uma parada em frente ao Ministério do Planejamento e já solicitou audiência com a ministra Miriam Belchior.

Maranhão: Professores da UFMA, além de paralisar suas atividades neste dia 11, participam de atividades em conjunto com o DCE da UFMA e com os demais trabalhadores da universidade nesta quinta-feira. A concentração para as atividades da manhã será na entrada do campus universitário do Bacanga, a partir das 7 horas, e à tarde os docentes participarão de atividade conjunta com os demais sindicatos e centrais, cuja concentração será na praça Deodoro, centro de São Luiz, a partir das 15h30.

Ceará: Docentes da Uece também irão paralisar suas atividades e participar de ato unificado com as demais Centrais e os Movimentos Sociais do Ceará. A concentração para o ato será às, 9h, na Praça do Ferreira, no centro de Fortaleza.


Alagoas: Professores da Ufal também vão paralisar suas atividades e participar das manifestações do Dia Nacional de Lutas nesta quinta-feira. A concentração dos docentes está marcada para as 14h na sede da Adufal, de onde eles seguirão em direção à Praça do Centenário, no centro de Maceió, para participar do Ato Público a ser realizado às 15h em conjunto aos demais trabalhadores.

Pernambuco: A Adufepe (SSind) deliberou pela paralisação, com mobilização em frente a entrada do campus Recife, a partir das 9h.

Paraíba: A Adufpb adere à paralisação com realização de ato no centro de João Pessoa (PB), junto com outras categorias. Os docentes da UFCG também vão paralisar suas atividades no dia 11. Além da paralisação, os professores da UFCG decidiram pela obstrução dos portões do campus Central, a partir das 7h de quinta-feira, a realização de panfletagem antecedendo a paralisação e a realização de uma marcha que sairá da instituição, em Bodocongó, até o centro da cidade.

Espírito Santo: Os professores da Ufes decidiram suspender as atividades no dia 11 de julho. A decisão da categoria foi tomada em Assembleia Geral nesta quinta-feira (4), na sede do sindicato, no campus de Goiabeiras (Ufes), em Vitória. No dia da paralisação, docentes irão se concentrar às 9 horas, em frente ao Teatro Universitário da Ufes e seguir em passeata até a Assembleia Legislativa. A Adufes preparou faixas e outros materiais para o evento e cartazes serão confeccionados na área da concentração.

Rio Grande do Norte: Os professores e estudantes da Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (Uern) decidiram paralisar as atividades no próximo dia 11 de julho. A paralisação foi deliberada em conjunto pela e pelo DCE da instituição. Já os professores e estudantes da Uern entram na luta por uma universidade de qualidade, pública, gratuita, por mais verbas, melhores condições de trabalho, infraestrutura decente e assistência estudantil digna. Em Mossoró, a agenda de atividades está sendo construída em conjunto com outras entidades e deverá ser definida na próxima segunda-feira, 8.

Pará:
Os professores da UFPA devem paralisar suas atividades por 24 horas no próximo dia 11 de julho. A decisão foi tomada em assembleia geral da Adufpa na manhã desta quinta-feira (4), que analisou a conjuntura e destacou a necessidade da categoria aderir à paralisação e fortalecer este processo de luta. Oo dia de paralisação será marcado por mobilizações no âmbito da UFPA, além de um ato público em conjunto com as diversas categorias em luta, que deve ocorrer no dia 11 de julho nas ruas do centro de Belém.

Piauí: Os professores e Técnico-Administrativos da UFPI vão paralisar suas atividades por 24 horas neste dia 11 de julho. A decisão foi tomada em assembleia geral das categorias na manhã desta terça (9). Além da paralisação, docentes e funcionários da UFPI irão realizar, pela manhã, panfletagem na entrada da universidade e uma caminhada pelo campus, com ato de encerramento em frente à Reitoria. Á tarde, docentes da UFPI e da UESPI irão participar do Ato Público que acontecerá às 14h30 na praça da liberdade, no centro de Teresina. Os docentes da Uespi avaliaram que não valeria a pena parar as atividades no dia 11, pois nesta data o semestre letivo já estará encerrado, mas, pela manhã, estarão no campus Torquato Neto fazendo panfletagem. O panfleto cobra as nomeações dos classificados e isonomia salarial para os substitutos.

Santa Maria (RS): Professores da UFSM decidiram, em assembleia realizada nesta quarta-feira (10), também paralisar suas atividades neste dia 11 de julho. Os docentes da UFSM ainda irão se juntar aos demais trabalhadores da área pública e privada de Santa Maria nas manifestações do dia 11 de julho, que começam a partir das 9h na principal praça da cidade, a Saldanha Marinho, e encerra às 17h com a realização de uma marcha pelas principais ruas e avenidas da cidade.

Rio de Janeiro: Professores da Uerj, UFF, UFRRJ e UFRJ também irão paralisar suas atividades neste dia 11. Além da paralisação, os professores vão realizar, em conjunto com trabalhadores da saúde, o “Universidade na Praça” e “Saúde na Praça”, que acontece a partir das 13h, na Praça 15, centro do Rio de Janeiro. Em seguida, trabalhadores dos dois setores irão se juntar aos demais trabalhadores no ato conjunto, cuja concentração está prevista para as 17h na Candelária. A manifestação deve reunir os docentes das universidades Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), Federal Fluminense (UFF), Federal do Estado do Rio de Janeiro (Unirio), Estadual do Rio de Janeiro (Uerj).

Bahia: Os professores da Universidade Estadual de Feira de Santana (Uefs) deliberaram pela paralisação das atividades acadêmicas na quinta-feira (11). Os docentes irão realizar panfletagem no pórtico da Uefs, das 7h às 9h, e, em seguida, seguirão para a concentração em frente à Prefeitura de Feira de Santana, onde, juntamente com outras entidades e movimentos socais, realizarão um Ato Público. Também foi aprovada a participação dos docentes na passeata em Salvador, saindo do Campo Grande às 11h, em direção à Praça Castro Alves.
A Associação dos Professores Universitários do Recôncavo (APUR) se unirá ao Sindicato dos Trabalhadores Técnico -administrativos da UFBA e UFRB (ASSUFBA), ao Movimento Estudantil da UFRB e à Manifestação Vem pra rua Cruz das Almas, para o ato público que acontecerá na cidade de Cruz das Almas. O ato terá início às 8h com fechamento dos portões da UFRB. Às 9h os manifestantes seguirão para a Praça Senador Temístocles, onde às 10 horas haverá uma aula pública.
Em Vitória da Conquista, por deliberação da assembleia, a Adusb participa de um fórum que reúne diversas entidades e está organizando atividade conjunta para marcar o dia de paralisação na cidade.

Minas Gerais: Docentes da Universidade Federal de Uberlândia irão paralisar suas atividades nesta quinta e participar de ato público em conjunto com outros sindicatos, movimentos sociais e estudantil. O ato terá concentração a partir das 14h, na Praça Tubal Vilela, Centro de Uberlândia, e os manifestantes devem percorrer as principais ruas do centro da cidade em direção ao prédio da Prefeitura Municipal de Uberlândia. Lá, uma comissão de representantes do movimento deverá entregar um documento ao Prefeito Municipal.
Docentes da UFV também irão paralisar suas atividades nesta quinta e entregar, às 16h, um documento solicitando a reunificação dos calendários na Reitoria da instituição. Em seguida, os docentes irão participar da Marcha do Movimento “Viçosa que queremos”.
Docentes do Sindcefet-MG também irão paralisar as atividades neste dia 11. Já os professores da UFJF devem participar do ato público que acontecerá a partir das 15h na Câmara Municipal de Juiz de Fora. Nessa tarde, será realizada uma audiência pública do Legislativo sobre o preço da tarifa do transporte público em Juiz de Fora.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado por interagir com o nosso Blog !